fbpx

Categoria: Blog

O teste de hipóteses e o tribunal de justiça

Marcelo Toledo • 9/01/2020 • 2 anos atrás

Conduzir um teste de hipóteses é semelhante a um caso no tribunal de justiça. O objetivo do promotor (belt seis sigma) é coletar e apresentar provas (evidências, análise de dados) suficientes para provar acima de qualquer dúvida que o réu (causa-raiz) é culpado.

 

tribunal de justiça e o júri

Figura 1 – Tribunal de justiça

 

Se o promotor não conseguir fazê-lo, então o júri (champion, sponsor) assumirá que não foram apresentadas evidências suficientes para provar culpa, e consequentemente, concluirão que o réu é inocente e o juiz (pares, MBB) não terá sentença condenatória para lavrar.

 

Um time DMAIC tem o mesmo objetivo. Dessa forma, se o time quer fazer uma mudança em uma entrada (x) de um processo existente para implementar uma melhoria na saída (Y), será necessário coletar dados depois da mudança em x para demonstrar em relação a algum critério (risco α) de que a melhoria foi alcançada.

 

Por que usar o teste de hipóteses?

 

Porque o teste de hipóteses pode ajudar a:

 

  • Determinar se uma mudança na entrada (x) do processo causa uma mudança significativa na saída (Y) do processo;
  • Determinar estatisticamente se há diferenças entre duas ou mais saídas do processo.

 

Nos projetos Lean Seis Sigma o teste de hipóteses é usado para confirmar e quantificar a causa-raiz de um problema na fase de Analisar e é usado nas fases Melhorar e Controlar para confirmar o efeito das soluções implementadas.

 

Procedimento geral para testes de hipóteses

 

  1. A partir do contexto do problema, identifique o parâmetro de interesse.
  2. Estabeleça a hipótese nula, H0.
  3. Especifique uma hipótese alternativa apropriada, H1.
  4. Escolha um nível de significância, α.
  5. Estabeleça a estatística apropriada de teste.
  6. Estabeleça a região de rejeição para a estatística.
  7. Calcule qualquer grandeza amostral necessária, substitua-a na equação para a estatística de teste e calcule aquele valor.
  8. Decida se H0 deve ser ou não rejeitada e relate isso no contexto do problema.

 

região de aceitação e de rejeição da hipótese nula

Figura 2 – Aceitação ou rejeição da hipótese nula H0 quando α = 0,05



Deixe seu comentário
© 2018 Lean Six Sigma Brasil. Todos Direitos reservados.
Desenvolvido por WF Multimídia